Cruzeiro só empata com reservas do Santos

A primeira vitória do Cruzeiro escapou aos 44min do segundo tempo, quando Borges mostrou faro de artilheiro e empatou a partida na Arena do Jacaré. Depois de pressionar o jogo inteiro e abrir o placar aos 9min da etapa final, com Montillo em cobrança de pênalti, o time celeste cedeu o empate aos reservas do Santos, que atuou a maior parte da segunda etapa com um jogador a menos. Com o 1 a 1, a equipe mineira, que segue sem vencer no Brasileirão, saiu de campo vaiada.

Depois de marcar duas vezes em sua estreia no Santos, na vitória sobre o Avaí por 3 a 1, Borges voltou a desequilibrar neste sábado. Isolado na ataque santista, o atacante teve atuação discreta, mas foi decisivo ao marcar de cabeça o gol que evitou a derrota de sua equipe. Com o resultado, o Santos foi a cinco pontos e assumiu o décimo lugar na tabela.

Já o Cruzeiro, que teve a posse de bola na maior parte do jogo, criou várias chances de gol, mas parou nas boas defesas do goleiro Aranha, destaque do jogo, e nos próprios erros. Com o segundo empate em casa, o time mineiro foi a dois pontos e permaneceu na zona de rebaixamento. Em quatro rodadas, foram dois empates e duas derrotas.

O Santos entrou em campo sem os titulares. O técnico Muricy Ramalho decidiu utilizar os reservas e resguardar seus principais jogadores para a final da Copa Libertadores. O primeiro jogo da final contra o Peñarol será na próxima quarta-feira, em Montevidéu. O segundo ocorrerá no dia 22, no Pacaembu.

A equipe comandada por Cuca, que já sente a pressão pela falta de vitória no Brasileirão, pressionou bastante o adversário, abriu o placar no início da etapa final, mas não conseguiu ampliar, apesar das chances criadas – o time mineiro marcou apenas três gols nas quatro rodadas iniciais. O castigo veio no fina, com o empate do Santos,l e frustrou os mais de seis mil pagantes na Arena do Jacaré.

O Cruzeiro iniciou a partida em cima do adversário. Aos 20min, Wallyson chutou forte de perna esquerda da entrada da área e Aranha mandou a bola para escanteio. Em seguida, o Santos respondeu com Roger, que fez boa jogada da entrada da área e chutou de perna esquerda, mas a defesa cruzeirense interceptou a bola.

Aos 29min, Montillo reclamou de pênalti em disputa de bola com Rafael Caldeira na entrada da área. Depois minutos depois o Santos teve sua melhor chance na etapa inicial. Borges tocou para Roger, que chutou de pé esquerdo e Fábio espalmou para escanteio.

O Cruzeiro continuou pressionando e criou mais duas oportunidades. A primeira com Montillo, que recebeu em velocidade e, da entrada da área, chutou para nova defesa de Aranha. Na segunda, Fabrício arriscou de fora da área e o goleiro santista desviou para escanteio.

No início do segundo tempo, o lateral Vítor reclamou de dor na coxa direita e deixou o campo. Cuca decidiu arriscar e promoveu a entrada do jovem meia Dudu. Com a mudança, o volante Marquinhos Paraná foi deslocado para a lateral direita.

Com quatro minutos de bola rolando na etapa final, o Santos ficou com um jogador a menos. O zagueiro Vinícius, que havia recebido o cartão amarelo no primeiro tempo, entrou forte em Dudu, levou o segundo amarelo e foi expulso.

O Cruzeiro aproveitou a vantagem e passou a sufocar o Santos. Aos 8min, Walace, que acabara de entrar na partida, derrubou Anselmo Ramon na área e o árbitro marcou pênalti. Montillo cobrou no canto esquerdo e abriu o placar na Arena do Jacaré.

Quando o jogo se caminhava para o final, Borges aproveitou uma bola cruzada na área para desviar de cabeça e empata a partida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: